Mulheres que sofrem violência doméstica poderão ganhar cotas em vagas no SINE

O projeto de Lei (PL) 3.878/20 criado pelo deputado Capitão Alberto Neto (Republicanos-AM), tem como objetivo reservar uma cota de 10% das vagas de emprego ofertadas pelo Sine (Sistema Nacional de Emprego)as mulheres vítimas de violência doméstica ou familiar. Veja à seguir mais detalhes sobre o Projeto de Lei.

Mulheres vítimas de violência doméstica poderão ter cotas em vagas de emprego no SINE

Está em análise pela Câmara dos Deputados a proposta que insere a medida na Lei Maria da Penha. Além disso a medida altera a lei 13.667/18, que regula o Sine, para a inclusão entre as atribuições do sistema a assistência às mulheres em situação de violência doméstica ou familiar. No atual momento o Sine já presta assistência aos trabalhadores que forem resgatados de situação análoga à de escravo.

Autor do projeto, o deputado Capitão Alberto Neto (Republicanos-AM) ressalta que um dos fatores que impedem a saída do ciclo de violência é, principalmente, a dependência econômica que muitas mulheres têm em relação a seus agressores. O Capitão Alberto Neto ainda ressalta que “Nesse sentido, o objetivo do projeto é, justamente, estimular o ingresso da mulher vítima de violência doméstica no mercado de trabalho”.

Caso queira acompanhar mais informações sobre esse Projeto de Lei acesse este link.

0

Start typing and press Enter to search

Comunicado

Comunicamos aos nossos clientes e parceiros que a partir de Agosto de 2020 o atendimento presencial em Jundiaí se dará no seu novo endereço:

Rua Tenente Ary Aps, 199, Vianelo CEP 13.207-110.

 

Em virtude do COVID-19 e em respeito aos normativos das autoridades, estamos seguindo os protocolos sanitários, sendo obrigatório o uso de máscaras em nosso estabelecimento.

 

Equipe Vitiello Contábil (Consultec/Independência)