Instituições autorizadas divulgarão dados públicos na forma de dados abertos

As instituições financeiras e demais instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil (BC) deverão passar a divulgar alguns de seus dados públicos na forma de dados abertos.

A medida tem importância para o público no sentido de facilitar a busca de dados de forma automatizada, viabilizando a compilação e comparação imediatas, ao permitir o acesso às informações em local único e com mesmo leiaute. Espera-se que o uso do formato de dados abertos traga maior competitividade, transparência e inovação ao setor financeiro, ao possibilitar que clientes, investidores, pesquisadores e empresas que prestam serviços financeiros inovadores utilizem de forma ágil e simples esses dados não protegidos por sigilo.

Nesse modelo, a guarda das informações não protegidas por sigilo está com as instituições autorizadas, que enviarão ao BC apenas os endereços de referência (links) para acesso às informações disponíveis em seus respectivos sítios da internet.

Os links a serem enviados para o Banco Central trarão informações sobre o histórico das taxas de conversão do dólar dos Estados Unidos para reais, referente aos gastos em moeda estrangeira de cartão de uso internacional emitido no Brasil, e informações requeridas no Relatório de Pilar 3, que correspondem à divulgação de informações prudenciais relativas a gerenciamento de riscos, recomendada pelo Comitê de Basileia para Supervisão Bancária (BCBS) e implementada pelo Brasil. Essas duas exigências constam das Circulares n° 3.918, de 2018, e n° 3.930, de 2019. Eventuais envios de novos links com outras informações no formato de dados abertos dependerão de regulamentação do BC.

Clique para ler a Circular 3.948, de 28 de agosto de 2019

Por Banco Central do Brasil

0

Start typing and press Enter to search